De Beren e Luthien

Sinopse De Beren e Lúthien

 

No início de tudo Eru, Deus supremo, criou os Ainur, os Sagrados, e à luz da glória do que lhes foi revelado surgiu em harmonia uma grande música. E estes edificaram a raça dos elfos, os seres mais belos da Terra Média.

Mas, a Terra Média é solo antigo habitado também pela raça dos anões, dos humanos e por outras criaturas com tanto de quimera como de real. Um solo encantado e, ao mesmo tempo, corrompido. Um solo carregado de beleza e ultrajado pelo sangue e a crueldade das guerras provocadas pela vaidade, pela ganância e pela sede de poder entre raças. É neste cenário retorcido que, por um roçagar de acaso, surge uma centelha mágica e pura de amor e esperança entre Lúthien, a mais bela de todas as filhas dos elfos, e Beren, um humano.

Sob o ultimato do pai de Lúthien- o rei Thingol- Beren parte numa missão para conquistar a mão da sua amada.

Resta saber o que prevalecerá: o querer de um homem cego pela beleza e pelo amor, inspirado de uma força que tudo move, ou a desgraça do impossível e o triunfo da maquinação do mal.

Elenco

Lúthien – Joela Domingues;

Beren – Sérgio Silva;

Morgoth – João Gomes;

Sauron – Armando Marinheiro;

Thingol – Pedro Lopes;

Melian – Vera Gomes;

Anarion – Rita Loçes;

Alaya – Teresa Pinho;

Felagund – Cristiano Sá;

Huan – Américo Gomes;

Dalia – Vanessa Oliveira;

Espiã – Catarina Ferreira;

Deusa 1 – Teresa Pinho;

Deusa 2 – Vanessa Oliveira;

Deusa 3 – Rita Lopes;

Eru – Pedro Lopes;

Sonoplastia – Samuel Marinheiro, Pedro Ribeiro e Filipe Oliveira;

Iluminação – António Oliveira;

Figurinista – Maria José Araújo

Assistente de palco – Manuel Gomes;

Caracterizadores – Cátia Assunção, Isabel Martins e Zélia Gomes;

Encenador – Cristiano Sá;

Produtor – Cristiano Sá;

Dramaturgo – Cristiano Sá;Cartaz final A4 net sem data